[Skip to Content]

Kriegers Flak – A primeira rede de eletricidade mundial offshore

A Dinamarca foi sempre campeã na área da energia eólica. Já nos anos 1970, foram os dinamarqueses os pioneiros na comercialização da energia eólica, sendo que, hoje, um quinto da energia de toda a Nação provém deste recurso energético renovável.

Kriegers Flak

Com a energia eólica que é a pedra angular do futuro plano estratégico da nação para se tornar independente dos combustíveis fósseis em 2020, os dinamarqueses mostram mais uma vez o caminho a seguir. Com os parques eólicos offshore, estão mais uma vez na vanguarda desta tecnologia emergente.

Em estreita parceria com os vizinhos regionais, a Suécia e a Alemanha, escolheram a zona de Kriegers Flak no mar Báltico para instalar a primeira rede de produção elétrica do mundo em offshore. Este parque de eólicas planificado para produzir 600MW funcionará como uma super-rede, que poderá fornecer energia renovável através de redes de abastecimento para os três países.

Estão implicados neste projeto inovador, que é o único de seu gênero, Vattenfall Europe Transmission da Alemanha, Svenska Kraftnät da Suécia e Energinet.dk, que é responsável pelo abastecimento de energia na Dinamarca.

A super-rede servirá três propósitos: fornecer energia renovável aos consumidores europeus, fortalecer o mercado energético regional e aumentar a segurança no fornecimento energético.  

Kriegers Flak deverá começar a funcionar entre 2018 e 2020 e contribuirá para, pelo menos, duplicar a capacidade de energia eólica na Dinamarca (42%), podendo assim dar resposta à procura interna de energia eléctrica de 500.000 fogos nos três países.   

Recomendamos