[Skip to Content]

A Rainha Margrethe e o Príncipe Consorte

A Rainha Margrethe nasceu em 16 de abril de 1940, como a filha mais velha do Rei Frederik IX e da Rainha Ingrid. Ela foi matriculada em 1959 e estudou, então, nas universidades de Copenhague, Cambridge, Aarhus, Sorbonne e Londres, concentrando-se especialmente na ciência política e na arqueologia

Queen Margrethe & the Prince Consort 

Em 1967, ela casou-se com o diplomata francês Conde Henri de Laborde de Monpezat (nascido em 1934), a partir do casamento chamado de Príncipe Henrik. Têm os filhos Frederik (nascido em 1968) e Joachim (nascido em 1969).

O estilo de reinar da Rainha é extrovertido e, durante o seu reinado, o relacionamento da casa real com a população tem se tornado mais aberto do que era antes. Durante os seus cruzeiros anuais de verão no iate real Dannebrog, ela dá muita importância em alcançar todas as partes do reino, incluindo as Ilhas Faroe e a Groenlândia. Além disso, ela conseguiu dar um tom pessoal à sua tradicional mensagem de Ano Novo, transmitido pela televisão, fatos que fortaleceram a posição da monarquia na nação.

Ao mesmo tempo, ela cultiva uma série de interesses artísticos e literários, dando numerosos resultados visíveis na forma de pinturas, ornatos eclesiásticos, cenografias, ilustrações de livros e traduções do sueco ao dinamarquês e, com o Príncipe Consorte, do francês ao dinamarquês.

Como a Rainha, o Príncipe Henrik é um intelectual. Ele tem um grau universitário em literatura francesa e línguas orientais e tem publicado vários livros, incluindo um livro de memórias, O Destino Obriga, em 1996, a coleção de poemas Cantabile, ilustrado com colagens criadas pela Rainha, em 2000, e a coleção de poemas Murmúrios do Vento, também publicada em francês como Murmures de Vent, em 2005. Além disso, é um autor renomado de livros de culinária e um viticultor experiente.

A Rainha e o Príncipe Consorte são proprietários do castelo de viticultura Château de Caïx, na cidade nativa do Príncipe,  Cahors, no sudoeste da França, onde habitualmente passam o final do verão.

A atitude cosmopolitana do Príncipe Consorte se manifesta em amplo trabalho internacional, e ele é frequentemente convidado para apoiar as campanhas de exportação dinamarquesas em todo o mundo.


Knud J. V. Jespersen, Professor, dr. phil